Mudança de local

Como sabem o blog mudou de local.

Agora tenho tudo reunido num só local: http://www.jjmaia.com/

Aproveitem e subscrevam ao novo blog para estarem  par de todas as novidades.

Anúncios

Revisão dos 12.000km, e ultima…

A CBF está com 11.600 km e por isso foi hoje à revisão.

Fui à Jomotos porque na Honda Coimbra já sei o que a casa gasta…
Fazendo publicidade à oficina, pessoal muito simpático (em Coimbra também o são) mas estive à conversa com o mecânico, a oficina é aberta ao publico e explicaram-me tim tim o que fizeram.

Mudaram o óleo, desmontaram a frente toda da mota para finar as válvula, algo que deve ser feito de 4000 em 4000 km e que nunca foi feito pois a carenagem esquerda tinha um parafuso moído. Esta é a principal razão porque para mim Honda Coimbra acabou… Isso e os preços, que sempre paguei 50€ por revisão e agora com as afinação das válvulas  ficou em 46,78€. Na verdade esta revisão deveria ter fiado mais barata por duas razões: Mão de obra, culpa minha, por causa dos fios mal arrumados na frente da mota eles demoram mais tempo (e ainda assim fizeram-me um desconto); e o óleo, Em Coimbra eram 15€ por litro, agora paguei 19,95€ mas é óleo 100% sintético, ou seja, estes 5€ a mais não contam porque o óleo é melhor, ainda que eu ache que é desperdício este óleo nesta mota.

E agora, porquê a ultima revisão? Porque praticamente já fechei negócio com a Jomotos para comprar uma CBR 600F. Com muita pena minha não vou poder manter as 2.
Vou vender a CBF, e se não a conseguir vender a particular vou deixa-la na Jomotos.

Filtro K&N

O filtro já chegou, é mais pequeno do que eu pensava.
A ver se o consigo instalar esta semana. Não estou à espera de mais potência (nem é esse o objectivo) ainda que acredite que dê qualquer coisita. O filtro custou 30€ e cada filtro de papel custa 15€, assim em 2 filtros este está pago, ganho um belo som e sempre o posso suar noutras motas.

Filtro KN e Iluminação da matricula

Já há muito que estava para pegar no antigo filtro, cortar e meter espuma, mas tinha receio que ficasse mal feito. Assim, como o filtro actual já tem alguns quilómetros e este verão apanhei muita poeira, decidi-me a encomendar o filtro K&N.
É um filtro cónico universal, e alguma malta das Stuners já o usa. Como mais tarde tenciono também comprar pra o 207 depois compro o óleo de limpeza. Um dos defeitos destes filtros é que deixam passar mais ar, logo mais porcaria, mas nos caminhos que faço não há problema, e como o tenciono meter dentro da caixa (não a devo retirar) quando for para um local mais sujo é só meter o filtro de origem na caixa e assunto resolvido.
Não foi barato (30€) mas dado cada filtro de papel custar 15€ fica pago em 2 mudas e ainda ganho um bom ronco e alguma força em baixas.

O filtro:

O local onde vai ficar:

Depois de meter os LED’s à volta da óptica traseira a matricula ficou sem luz, tropecei nisto no ebay e encomendei:

Assim que chegar e instalar aviso!

Bomba de Combustível

Contactaram-me agora da Honda Portugal devido à bomba de combustível.
Disseram-me que se passar a garantia a Honda não se responsabiliza se a bomba der o berro, mas que se tal acontecer têm a minha reclamação arquivada e que podem resolver o assunto depois de ser analisada pelo departamento técnico.

Em relação aos problemas, as de 2011 tinham mesmo defeito, mas ele não mo quis adiantar (esperto), em relação às motas anteriores, culpou as marcas brancas, não propriamente pelas impurezas na gasolina mas pela quantidade de Etanol que estas contêm, e que corroí o depósito.
Até consigo acreditar pois um amigo meu que tem uma de 2010 também com 11.000 km, sempre abasteceu em marcas brancas e teve esse problema:

Mandei vir pela mota não ter filtro de combustível, e ele disse que tinha mas dentro da bomba. Perguntei então porque é que ao trocarem a bomba metiam um filtro exterior, respondeu que o filtro interior não está preparado para tanta “porcaria”. Apeteceu-me soltar um LOL.
Enfim, e ainda por cima o filtro interior não dá para mudar/limpar porque a bomba é selada, é para ganharem mais caso este entupa.

Vamos lá a ver, eu meto sempre gasolina numa Galp (publicidade à parte) por ficar a 100m de minha casa e é relativamente recente (deve ter uns 3 anos), e até agora problemas zero. Já tinha comprado um filtro e vou mete-lo antes que o problema apareça, mas mesmo que esta apareça depois da garantia não lhes largo a perna!

O filtro que comprei:

Novo farol traseiro?

Já tinha acabado o sistema DC por isso hoje estive a puxar fios para a frente da mota. Mas agora nada de fazer as coisas às três pancadas, ficou tudo muito bem organizadinho. Puxei 3 fios, um para massa e dois com 12v, um só com o motor ligado (para o farol, punhos aquecidos, etc) e outro com 12v ligado directamente à bateria, para coisas que eu queria que funcionem com a mota desligada como o socket de isqueiro, Follow me Home, etc. Tem é um interruptor escondido para evitar brincadeiras:

Aproveitei e fiz uma brincadeira e gostei mais do resultado do que estava à espera. Desliguei o filamento de presença e meti uns LED’s à volta da óptica:

Para finalizar, só mais uma foto do quadrante:

Sistema DC

Sem tentar entrar em pormenores muito técnico, a CBF tem um pequeno defeito, as principais lâmpadas são alimentadas por corrente alternada. Como não quero entrar em pormenores técnicos não interessa o que é corrente alternada, basta saber que a corrente da bateria é continua e têm um valor na casa dos 12v, e que só com os 12v contínuos é que podemos instalar xénon, carregadores de GPS/telemóveis, LED’s, e por ai adiante.

Após muitas experiências, em Fevereiro de 2011 consegui contornar a situação. Mais tarde (Julho), após pegar no sistema eléctrico da mota consegui planear tudo o que queria.

Após mais algumas experiências o resultado é satisfatório. Criei não só um sistema continuo (DC), como também resolvi dois problemas. O alarme funcionar com o motor em funcionamento, pois com o comando no bolso às vezes este disparava como se pode ver no seguinte vídeo:

Outro “problema” é que ao completar o sistema DC, tudo o que estaria ligado a ele (luzes, carregadores, etc…) iria funcionar mesmo quando liga-se o motor de arranque, e isso traria 3 problemas, desgaste prematuro da bateria, do motor de arranque e de tudo o que estive-se ligado ao sistema DC. A solução foi mais um relé que corta o sistema DC quando o motor de arranque está em funcionamento, tal e qual como acontece em muitos carros, que quando damos à chave este desliga o rádio e outros componentes electrónicos.

Nos seguintes vídeos pode-se ver experimentação (2 primeiros) e o resultado final no 3º vídeo:


Este vídeo foi o 1º teste, com uma barra de LED’s testei o desligar da mesma com o motor de arranque em funcionamento.


Neste video já temos o sistema todo a funcionar, o LED de 10w de teste acende com o girar da chave, e o alarme deixa de funcionar. Ao ligar o motor, o LED desliga-se e volta a ligar.


Neste vídeo já tenho tudo montado. Ao girar a chave o alarme não funciona e o farol liga-se. Ligo o motor e este desliga-se e volta a ligar tal como nos carros.
Carreguei mais algumas vezes no botão de ligar o motor (que não se deve fazer) para mostrar a luz a desligar-se.

E finalmente, terminei o sistema DC.
É de facto muito simples ter DC em toda a mota, basta ir ao rectificador e cortar o fio amarelo e depois ligar este à bateria ou relés para termos DC no quadrante, farol dianteiro e traseiro.
Aproveitei e mudei as lâmpadas do quadrante todas para LED, fica o vídeo:

Eu vou fazer um guia como deve de ser, mas para já ficam a saber onde é o tal fio:

Nesta foto vêm o fio que vai ligar ao rectificador. Ao abrirem com cuidado encontram 5 fios, 2 deles amarelos. Esses dois fios amarelos (são o mesmo, simplesmente um vai para a frente, o outro vai para trás) vêm do rectificador, e são esses dois fios que vão alimentar:

– Presença traseira;
– Farol;
– Mínimos;
– Iluminação do quadrante

Logo é este fio que vão cortar, isolar a parte que vêm do rectificador e ligar à outra parte um fio que ligue à bateria ou a qualquer outro local para alimentar tudo.
Como podem ver eu liguei a um fio azul (foto seguinte), e esse fio azul liga ao sistema DC que eu criei com os 2 relés (como se vê na 1ª parte deste post).
Se quiserem podem ligar o fio directamente à bateria, mas assim terão que usar um interruptor senão as luzes ficam sempre ligadas.

 

Agora que tenho o sistema DC completo posso dedicar-me a outras mods que queria fazer.
Prometo não demorar muito a fazer um guia.